Sistema de cotas na equipe

Esse final de semana foi cheio de tênis! 

Fui convidada por uma amiga a participar de um torneio de xóoovenssss! É óbvio que eu vou!

Na segunda, dores em todas as partes do corpo, mas com muita felicidade e sem nenhum arrependimento.

Bolhas pós torneio

Cota na equipe

As categorias eram: até 14 anos, até 18 anos e 19 a 34 anos (aí é onde eu entro na cota). No 19 a 34, a equipe pode ter 50% da equipe abaixo ou acima da idade. Não me peça pra dizer onde me encaixo!!!

Felizmente sobrou uma vaguinha pra mim, e lá vamos nós! 

Logo na primeira rodada, encaramos uma equipe de meninas mais xóoovennsss que nós. Elas na média de 18, e nós na média de 30 ( pra ser educada, pois para mulher não se pergunta nem idade e nem o peso)

Foi muito bacana, pois equilibramos um jogo de simples e um jogo de duplas. Poderíamos até ter ganho esses jogos, mas elas deram mais sorte (tenista que é tenista sempre tem uma ótima desculpa: vento, corda, quadra…).

Sistema de disputa

Perdemos esse confronto, porém como tenho visto na maioria dos torneios da colônia japonesa, o sistema de disputa geralmente prevê um mínimo de 2 jogos por participante/equipe.

Esse sistema é muito motivante pois o esporte competitivo acaba sendo discriminatório, a partir do momento que se você perder uma partida, não participa mais dessa competição. O fato de perder e poder continuar participando, incentiva o jogador a se inscrever.

O “normal” no tênis é sistema eliminatório. Perdeu, cai fora. Quando você perde muito, é obrigado a participar de muitos torneios para realizar mais jogos, e assim adquirir mais experiência em quadra.

Esporte individual ou coletivo?

O tênis é muito conhecido como um esporte individual, mas se jogarmos dupla, passa a ser coletivo! Coletivo de duas pessoas! E duas bastam pra haver: interação, entrosamento, liderança, afinidades.

Na dupla em si, assim como em times de basquete, futebol, tem que saber quem vai fazer o quê! Vamos jogar os dois na rede? Vamos jogar os dois no fundo? Quem começa sacando? Quem fica do lado esquerdo?

As melhores duplas treinam sempre juntas, competem juntas, e é claro, possuem grande entrosamento. E foi isso que aconteceu na nossa final, onde nossa dupla, possuía grande afinidade por jogarem há mais de 10 anos juntas ( pra não entregar a idade, pois já falei desse assunto). 

Nakakura e Takara são uma dupla muito entrosada. Parceria dentro e fora das quadras!

Jogaram lindamente e venceram impecavelmente!

Infelizmente, não foi suficiente, pois o pessoal da cota (eu, no caso) não conseguiu superar a adversária no jogo de simples. Não consegui fazer nem “cosquinha”!

Nossa outra simples também foi muito bacana, com tênis de alto nível, mas nossa parceira também sentiu a falta de ritmo para acompanhar a adversária que tem se dedicado plenamente às competições.

Vale lembrar que nossa equipe é composta por pessoas que trabalham, estudam, mas não possuem um compromisso diário a se preparar para torneios. Mesmo tempo passado tenístico de absoluto sucesso (Takahashi já foi top 5 no Brasil!), fica difícil sem a devida preparação.

Maravilhoso backhand da Takahashi

Conclusão

A lição que fica, é que poder jogar fazendo parte de uma equipe é algo que pode engradecer muito, quando sua equipe olha pra você não só como um ponto do confronto. E sim como alguém que vai passar aquele tempo de competição junto, dividindo as alegrias, as incertezas, as derrotas ou as vitórias.

Quando fazemos parte de uma equipe onde há mais do que interesse na vitória dos jogos, a vida faz mais sentido. 

Quando temos uma jogadora com problemas de saúde, e acreditamos que nossa força vai ser a força dela no jogo, tudo faz sentido.

Quando saímos da quadra depois de uma derrota, e recebemos um super abraço junto com um sincero sorriso da equipe, a competição também faz sentido.

(da esquerda para a direita) Nakakura, Takahashi, Takara e Hiroki 

Porque ganhar ou perder faz parte do jogo de tênis. Não tem empate. Mas com a equipe que participei nesses dias, nada foi perdido. E com a parceria dessas garotas, saí desse torneio me sentindo campeã!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *