Backhand

Tem muita gente que tem até frio na barriga de tocar nesse assunto.

Quando falamos de Backhand, estamos falando do Revés.

Alguém lembra daquele jogo, Banco Imobiliário? Se sim, eu sei sua idade.

Vamos ver o que o dicionário Michaelis define como Revés:

revés/re·vés/sm

1) reverso, acepções 1, 2 e 3.

2) Aspecto desfavorável ou ruim de algo.

3) Qualquer tipo de contrariedade; adversidade, infortúnio.

Gente!!! Na hora que chegou no número 3 eu nem queria mais ler!!!

E como assim eu tenho que aprender esse tal de revés no tênis? Eu vou lá é pra me divertir, e agora tenho que aprender isso aí, que é o aspecto ruim do tênis? Adversidade e infortúnio? Tô fora!

Bom, pode parecer exagero, mas quem joga há algum tempo sabe bem o que eu estou falando.

Brincadeiras à parte, vou citar alguns motivos pelos quais as pessoas preferem rebater o Forehand (direita) ao Backhand (esquerda).

Antinatural

Rebater de direita parece muito mais fácil do que de esquerda. Já tive mais de 200 alunos iniciantes e a maioria deles sente realmente mais facilidade pra rebater do lado direito.

Os jogadores amadores, que por falta de conhecimento ou oportunidade, começam a jogar sem um professor orientando, conseguem rebater a direita com muito mais facilidade que a esquerda.

Parece que do jeito que segurar a raquete e rebater, a bolinha volta!

Já a esquerda… Aiaiai.

Isso acontece porque no nosso cotidiano, não temos muitos movimentos parecidos com o da esquerda. Já o movimento de direita, empurrando, ou com movimentos semelhantes ao de fechar uma porta, são mais comuns da gente usar.

Falta de prática

Por acaso você já ouviu falar da “Teoria das 10.000 horas” ?

“Em 2008, o jornalista e escritor canadense Malcolm Gladwell escreveu o livro Fora de Série. Sua tese central era condensada numa expressão: a regra das 10.000 horas…” (Revista Exame)

Pode até ser que necessite 10.000 horas para o seu Backhand ficar bom, mas eu acredito que muuuuuitos tenistas, não tem a esquerda melhor, por ficar fugindo dela o tempo todo.

Inclusive, nos treinamentos! E te garanto que vai precisar menos de 10.000 horas pro seu backhand ficar bonitinho!

Poxa, no jogo se você quer dominar com sua direita, matar pontos e tal, beleza! Mas ficar fugindo da esquerda na hora de treinar não dá! Como é que você vai melhorar se não praticar? Só rezando mesmo, e olhe lá…

Sem contar que a falta de prática, pode levar à insegurança. Aí, você já viu, né? Passa o jogo inteiro segurando a galinha embaixo do braço.

Características físicas do jogador

De acordo com a condição física de cada um, é mais aconselhável rebater esquerda com uma mão, ou duas mãos.

Pode ser que você não tenha escolhido o melhor jeito.

Quem tem mais flexibilidade de tronco, cintura, consegue girar mais facilmente. Nesse caso, a esquerda de duas mãos encaixa bem.

Você tem boa flexibilidade?

Já quem tem bastante força, talvez tenha facilidade de rebater com uma mão. Suportando o peso do impacto, que por exemplo, numa troca de bolas a 140 km/h, equivale a 100 kg. Pesadinho, heim? (fonte: curso CBT)

Claro que ambas dependem de uma técnica correta pra serem bem executadas, e existem muitos outros fatores importantes a se considerar. Mas, se você não está se sentindo bem, considere a possibilidade de tentar mudar.

Um bom profissional da área pode te orientar.

Winner de direita

Quando as pessoas começam a jogar tênis, elas acreditam que a direita tem mais potência, e que com a direita elas vão dar muitos winners (bolas matadoras). E realmente isso acontece.

Isso pode fazer o jogador pensar que rebate muito melhor com a direita do que com a esquerda, pois consegue dominar melhor o jogo, matar pontos e ter controle.

Se você encanar que a direita é a que salva seu jogo, vai deixar sua esquerda cada vez mais de lado, treinando mais e ganhando mais confiança no lado direito. Isso pode destruir sua esquerda.

Erros técnicos

Alguns erros técnicos, como a empunhadura, podem causar um atraso no desenvolvimento do golpe.

Na direita, ter uma empunhadura “estranha” ou inadequada, não causa tantos problemas como no backhand de uma mão, por exemplo.

A empunhadura errada no Backhand de uma mão, vai impedir completamente a aprendizagem e melhoria constante do golpe, e consequentemente do seu jogo.

Fora outros detalhes técnicos importantíssimos para evoluir seu golpe.

Se você quiser conhecer muitos aspectos técnicos da esquerda de uma mão, entra nesse link, pois eu acabei de preparar esses vídeos pra quem rebate Backhand de uma mão.

Vídeos Backhand de uma mão: do zero ao winner

A esquerda dá trabalho

A esquerda exige um posicionamento do corpo melhor pra ser executada. Então, se você não se movimentar rápido, vai ficar difícil rebater.

Com a direita, a gente se vira mais. Chega atrasado, bate desequilibrado, fica longe da bola, e ainda assim conseguimos um mínimo de controle e força.

Já na esquerda, se as pernas não estiverem no lugar e no tempo certo, parece que não vai!

Esse esforço a mais pra rebater de esquerda, pode fazer os preguiçosos só quererem bater de direita (desculpa se ofendi).

Conclusão

Desde a iniciação até o mais alto nível, vemos realmente mais winners de direita do que de esquerda.

Isso não significa que a esquerda deve ser deixada de lado. Pelo contrário. Fortalecer sua esquerda é muito importante pra poder se defender, ajudar a construir os pontos, ter variações de jogadas, e ganhar mais confiança no seu taco. Quer dizer, raquete.

E fora que winner não é o que ganha jogo. Ainda mais no tênis amador!

Parar de fugir da esquerda nos treinamentos é muito importante pra praticar mais e ganhar mais confiança.

Saber que o winner não é a alma do jogo de tênis, pode te convencer a melhorar seu backhand. Só de você ter menos erros não forçados de backhand, pode começar a ganhar muitos jogos.

Identificar se algum errinho técnico está impedindo você de evoluir sua esquerda, é fundamental para saber o que precisa corrigir para assim você jogar no nível que merece!

Não ter preguiça de se movimentar vai te ajudar a se preparar muito melhor pois assim estará bem posicionado na hora de golpear seu backhand. Equilibrado, na distância e no tempo certo, seu back vai começar a virar uma arma!

Se você gosta de assistir vídeos, acesse nosso canal no youtube e veja onde foi inspirado esse texto.

Se você gostou desse texto, compartilhe com seus amigos pra ajudar o nosso blog a continuar firme, igual ao Nadal na final do US Open!

Bons treinos e bons jogos!

6 comentários em “Backhand

  • 11 de setembro de 2019 em 17:46
    Permalink

    Achei essa dica sensacional

    Resposta
    • 17 de setembro de 2019 em 19:30
      Permalink

      Que bacana, Roberto! Obrigada pelo seu comentário! bjs Thaís

      Resposta
  • 17 de setembro de 2019 em 08:26
    Permalink

    Realmente o Back é o terror de quase todo tenista amador (falo por mim kkkk), o posicionamento, tempo de bola e velocidade é bem mais difícil de se adaptar do que o Fore; Porém quando se ganha confiança é fundamental… Estou aproveitamento bem o Blog, beijos!!!

    Resposta
    • 17 de setembro de 2019 em 19:29
      Permalink

      Aproveite mesmo! A maioria das pessoas tem mais facilidade no forehand. Mas é só treinar bastante pra tentar compensar e diminuir a diferença!

      Resposta
  • 16 de outubro de 2019 em 14:52
    Permalink

    Oi Thaís! Parabéns!
    Sua didática é muito boa e detalhista. Do jeito que eu gosto.
    Obrigado pela aula.
    Já pensou em fazer podcasts? Nosso esporte está “a pé” nesse quesito. E adoro ouvir no transito e no trabalho.
    Fica a sugestão.
    Abraços.
    Edu Goto

    Resposta
    • 18 de outubro de 2019 em 11:09
      Permalink

      Oi, Edu! Tudo joia? Que legal que está aproveitando as dicas! Muito boa sua sugestão. Já pensei nisso sim, mas não sabia se as pessoas se interessariam. Eu também faço o mesmo quando posso ouvir bons conteúdos. Vou pensar com carinho. Fique à vontade pra mandar mais sugestões de melhoria. Meu e-mail é thais@euamojogartenis.com.br um abração! Thaís

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *