eu e meninas 2 jpg

Você sabe a diferença entre Projeção e Recepção no tênis?

Você aprendeu tênis de que jeito? 

Pegou uma raquete que estava por ali, comprou umas bolinhas, chamou um amigo e foram se aventurar?

Ou teve a impressão que tênis não era algo intuitivo como futebol, e que as técnicas deveriam ser aprendidas através de aulas?

Dependendo do jeito que aprendemos, a forma como enxergamos o tênis será diferente.

Eu aprendi com professores que enfatizavam que a técnica era muito importante, e assim, a gente aprendia “perna esquerda a frente, pega a bola na frente do corpo e faz a terminação”.

Os amigos do meu pai que jogavam futebol, não faziam aula, e ele também não. Eles simplesmente iam pra quadra, batiam umas bolas e depois de uns 2 minutos já começavam a partida!

Aos meus olhos, e aos olhos da boa técnica, esses caras eram fora do padrão, com movimentos esquisitos! Fora da beleza plástica do tênis admirado nos Grand Slams. Mas, sempre conseguindo bons resultados nos torneios internos do clube!

Bater x Rebater

Quando falo da diferença entre projeção e recepção, quero dizer que a recepção envolve uma leitura, um julgamento de uma bola que vem cada hora de um jeito.

Jogo de recepção de bola sem raquete: desenvolvendo a percepção e leitura

Velocidade, altura, profundidade e efeito são algumas variáveis que compõem a forma como vem a bola que temos que REBATER (recepção).

Quando digo sobre projeção, seria o BATER.  Quero dizer que aprendemos o golpe em uma situação protegida pelo professor. Situação fechada, onde a bola vem na mesma velocidade, altura, profundidade. Geralmente o professor coloca a bola na situação IDEAL  para se golpear o golpe perfeito tecnicamente, o golpe do livro.

Eu digo para os meus alunos que é o mundo dos sonhos!

Quando jogamos, o nosso adversário quer mandar bolas difíceis para que a gente não consiga executar uma boa técnica. Isso pode fazer com que a gente erre, devolva uma bola fácil ou não consiga executar o que planejamos.


Habilidades abertas x  Habilidades fechadas

O tênis é um esporte de habilidades abertas. Isto é, quando jogamos, sofremos certas influências externas. O modo como o adversário rebate a bola modifica a trajetória, e isso faz com que a gente tenha que formular uma resposta diferente a cada rebatida.

Os esportes de habilidades fechadas não exigem uma formulação de resposta diferente. Na ginástica artística por exemplo, a série que vai ser apresentada no solo, é aquela treinada, praticada, repetida diversas vezes. Não há adversário golpeando a bola com top spin, ou slice, vento interferindo e tantas outras coisas. 

Nesse sentido, a recepção de bola no tênis exige que o jogador esteja preparado para situações muito diferentes a cada jogo, e também dependendo de cada adversário, diversos tipos de bola podem ser apresentados! 

Tem jogador que sabe tanto acelerar muito a bola, quanto amortecer no voleio. Outros sabem bater muito bem um slice, outros imprimem muito top spin.

O que treinar?

E você? Sabe como rebater os diversos tipos de bola que o jogo oferece?

Ou está apenas treinando com bolas na altura da cintura, mesma velocidade amiga, no mesmo lugar da quadra? Seu treino pode estar te enganando!

É importante que a gente treine as duas coisas, como golpear a bola de forma correta, e também rebater a bola que vem difícil, para que a gente treine nossa percepção, nossa leitura e julgamento de como está vindo a bola! 

Alunas aprendendo a recepção de bola com raquete

Por isso, que a aula tradicional, de antigamente, prezava pela boa técnica, mas os ex-jogadores de futebol, ganhavam muitos jogos no clube.

O jogador de futebol brinca de bola, faz deslocamentos em todos os sentidos (não só para os lados, no fundo da quadra, como na aula tradicional), julga a velocidade da bola, efeito, distância. E entende que tênis é um JOGO.

Se uma pessoa aprender na aula perfeitamente a melhor técnica do mundo, sem ter antes jogado, fica difícil ela entender o jogo. Pois o tênis não é ginástica artística, de habilidades fechadas.

Tem que entender o jogo.

O jogo de quem chega primeiro do outro lado da rua, o jogo de quem é mais rápido e ganha o pega-pega, o jogo de quem se esconde tão bem que no final salva o mundo, o jogo de quem queimar todos do outro time ganha, e o jogo de quem rebate com raquete uma bolinha no campo do outro e ganha os pontos certos, ganha o jogo.

E lembrando que nem sempre quem ganha a maioria dos pontos ganha o jogo!!! (veja estatística pós jogos profissionais onde o jogador que fez mais pontos perde) 

Então, golpear a bola com a melhor técnica não garante vitória.

Garante que você tem chance de executar o golpe com o menor gasto de energia, garante que poderá melhorar a potência dos golpes, garante que poderá ter mais variação no seu repertório, garante que possivelmente você não vai se machucar por rebater errado. Só não garante que vai ganhar de alguém que tem pior técnica que você.

Então, jogue!

Ou peça orientações de jogo para o seu professor. Treine situações táticas, pergunte por que sacar aberto, pergunte por que dar bola na cruzada ao invés da paralela. Pergunte por que treinar o top spin.

A técnica deve servir à tática. Entenda bem a diferença entre as duas e leia o post sobre perfeição técnica do tênis.

A alegria de praticar o tênis com sucesso! Aprendendo a projetar e recepcionar!


Qual você precisa mais?

Algumas pessoas precisam de um aperfeiçoamento técnico (projeção) porque não tiveram nenhuma orientação sobre como golpear de forma correta e eficiente.

Outras pessoas sabem como executar uma boa técnica, mas não sabem ler corretamente a bola (recepção). Se ela está vindo alta, baixa, profunda, curta, com top spin ou slice. E o pior de tudo, é que o tênis exije que a gente faça isso o mais rápido possível!

Arrisco dizer aqui, com meus 20 anos sendo professora de tênis, que os meus alunos que jogavam melhor, eram os que tinham excelente recepção. Os que tinham melhor técnica, e não tinham boa recepção e leitura do jogo, eram os que mais se decepcionavam por não entender o por quê.

Conclusão

Se você souber identificar a sua necessidade, será muito bom porque assim você sabe aonde canalizar seus esforços.

Precisa praticar mais repetidamente os golpes de forma correta, para memorizar e melhorar sua técnica?

Ou precisa treinar em situações mais abertas de treino ou jogo para assim formular as respostas para as diversas situações apresentadas?

Um bom profissional saberá avaliar e te ajudar a treinar de forma correta.

Se precisar de alguma orientação, conte com minha ajuda!

Envie e-mail para thais@euamojogartenis.com.br.

Bons treinos e bons jogos!!!

Thais Hiroki

Gostou desse artigo, compartilhe 😉

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre o seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades do blog.

Direto ao ponto

Mantenha-se atualizado

Deixe seu e-mail e receba todas as novidades do blog. 

Copyright 2020 © Todos os direitos reservados - Eu Amo Jogar Tênis