Técnica: o que aprender?

Jogar tênis exige uma técnica bem apurada. Coordenar movimentos simultâneos de pernas, braços, toques sutis de mão, punho firme nas bolas rápidas e ainda estar o tempo todo utilizando a melhor estratégia em cada jogada.

Fora isso, se ficar com medo de bater na bola, nada vai dar certo!!!

É realmente muita coisa! Mas eu não quis te desanimar não!

Só quero ressaltar a complexidade desse esporte maravilhoso, que faz as pessoas se envolverem e se superarem a cada aprendizado de uma nova técnica, a cada vitória sobre um adversário “imbatível”, a cada coragem de arriscar uma jogada difícil num momento importante!

Tênis: um deslumbramento

A plástica dos movimentos no tênis sempre me chamou muita atenção! Eu adorava ver os jogadores mais experientes demonstrando toda sua elegância e perfeição nas batidas. O som da bolinha nos meus ouvidos com aquele “ploc ploc”, preenchia completamente minha cabeça!!!

Todo o resto do mundo ficava de lado ao sentir na alma o que o jogo de tênis trazia: beleza nos movimentos, o som perfeito da bola nas cordas da raquete, o desafio de acertar o golpe onde e como eu queria, estar ao ar livre e tentando fazer o meu melhor diante das dificuldades que meu adversário colocava.

Como rebater a bola?

Mas começando pelo mais básico do jogo: como fazer pra rebater a bola?

Ou melhor, rebater e colocar dentro do campo do adversário.

E avançando, rebater, colocar na quadra, e ainda causar alguma dificuldade pra poder ganhar o ponto?

Esse é o primeiro desafio de quem começa a jogar tênis. Nem de longe um iniciante imagina que jogar tênis vai melhorar seu pensamento estratégico, sua velocidade de reação e tomada de decisões, seu controle emocional diante dos fracassos, sua persistência e paciência, sua humildade, e sem falar nos benefícios físicos pra saúde e convivência social.

Aprender como rebater a bola e colocá-la em jogo vai ser o primeiro desafio do tenista!

Começar por onde?

Alguns dirão que devemos aprender a correta execução do golpe, como a empunhadura, a preparação circular, a terminação por cima do ombro. Se for no saque, empunhadura continental, preparação pendular e pronação (está na moda). No backhand, empunhadura eastern de esquerda, contato na frente, braço não dominante em ação oposta para trás, e terminação no alto e pra frente.

Contrariando a corrente dos coaches tecnicistas, e seguindo a linha da aprendizagem progressiva, eu defendo que aprender tudo que é mais fácil primeiro, nos dará uma evolução mais natural, e talvez até menos traumática.

Uma criança aprende primeiro a se arrastar, depois engatinhar, sentar, andar com ajuda e assim vai. É uma aprendizagem motora, e claro, ligada a processos cognitivos de desenvolvimento onde existe uma ordem.

Uma criança que nunca andou, não corre. Ela primeiro vai andar, pra depois correr.

Assim como quem não corre com naturalidade, dificilmente conseguirá correr, parar (com a perna certa!), acertar a distância da bola, se equilibrar, transferir o peso pra bola, e ainda ter precisão de acertar exatamente onde planejou.

Para alguns é muito simples. Para outros, muito complexo.

Assim, tudo que é mais simples no golpe, pode ser aprendido nas primeiras aulas. Empunhadura correta, ponto de contato ideal, posição do corpo para rebater a bola.

E lembrando que tudo isso depende de um domínio do corpo, que deverá ser bem trabalhado pelo professor de tênis, caso esse aluno venha com “atrasos” na formação motora.

Experiências de movimentos, brincadeiras ou esportes que trabalham a coordenação geral do corpo e outras habilidades, são fundamentais pra aprender no futuro, os complexos golpes do tênis.

Experiências individuais

Para aprender tênis, você deverá acumular experiências motoras importantes.

-Tempo de bola

-Coordenação óculo-manual (sincronizando olhos e mãos)

-Percepção de tempo e espaço

-Controle do movimento do próprio corpo (pernas, braços, tronco, mãos)

-Controlar a raquete, controlar o movimento do seu corpo e coordenar com a bola e seus componentes (velocidade, altura do pingo da bola, efeitos)

Isso só para dar alguns exemplos.

Controlar o movimento que seu corpo faz com a raquete vai ser muito importante. E mais importante ainda será coordenar com a leitura e julgamento que você deverá fazer da bola que vem a ser rebatida.

Aprendizagem natural

Assim como a criança aprende a andar antes de correr, no tênis devemos aprender primeiro a controlar uma bola e dominar os movimentos do nosso próprio corpo, antes de aprender a técnica perfeita do movimento nos complexos golpes do tênis.

Sua aprendizagem vai ser mais natural e prazerosa, porque você estará no tempo certo de aprender. E fora que suas habilidades estratégicas e emocionais podem acompanhar seu desenvolvimento como tenista de forma integral e completa.

E nada de argumentos que vai aprender errado e tal. A técnica correta de execução deve ser colocada na hora certa. A partir do momento que você já tem um mínimo controle de raquete e bola, também já vai conseguir aprender elementos formadores do seu golpe (como o ponto de contato, empunhadura, posição do corpo e pernas), sem perder o domínio da bola.

Mas nada de aprender “preparaçãocontatoterminaçãodofundodequadra” na primeira aula.

Desculpa. Falei.

Conclusão

O método de ensino importado, fez parte de uma era mecânica, onde nas escolas se aprendia os exercícios militares e “educativos” para o físico, disciplinando os movimentos e selecionando os mais aptos.

Aprender dentro de uma metodologia onde não se exclui ninguém, onde todos terão oportunidade de aprender e se desenvolver, cada um a seu tempo, é o que precisamos para ter muitos tenistas jogando.

Acreditar que qualquer pessoa é capaz de jogar tênis e desenvolver suas habilidades é o que me motiva a continuar ensinando tênis.

Técnica do movimento não é tudo no tênis. É uma boa parte sim!

Acertar a bola dentro do campo, onde queremos, é técnica também. E na hora certa vai ser orientada a melhor forma, para não se lesionar, e poder acelerar com mais eficiência (economizando energia).

Na iniciação, aprender técnica de golpes avançados “profissionais” vai exigir muito esforço (físico e mental), e vai roubar seu tempo no treino de aprender a pensar no jogo e nas melhores formas de ganhar um ponto ou um jogo.

Eu aprendi técnicas avançadas do golpe, antes de aprender como jogar o jogo. E sofri bastante! Portanto #ficaadica

Bons treinos e bons jogos!

2 comentários em “Técnica: o que aprender?

  • 26 de agosto de 2019 em 17:39
    Permalink

    Isso está escrito no seu site: “Eu aprendi técnicas avançadas do golpe, antes de aprender como jogar o jogo. E sofri bastante! Portanto #ficaadica”

    Está aqui a resposta de 1 milhão de dólares…

    Mas como aprender a jogar o jogo? Alguma sugestão para que eu possa procurar?

    Resposta
    • 28 de agosto de 2019 em 17:16
      Permalink

      Edison, Essa é uma grande parte da resposta. Mas, primeiro me conta como você aprendeu, e como são os seus treinamentos. Quase que consigo adivinhar. Mas prefiro ouvir de você, para saber se sua história coincide com a minha. Aliás, vc conhece o canal do youtube? Chama-se “Eu amo jogar tênis” também. Lá comecei a colocar vídeos sobre tênis. Se preferir, me mande um email no thais@euamojogartenis.com.br Vamos conversando!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *